Notícias

30/10/2012 - Vereadores aprovam extensão urbana da cidade e premiação de R$ 50 mil para alunos da rede municipal

Durante a reunião ordinária realizada ontem à noite (29), os vereadores de Presidente Olegário aprovaram por unanimidade, quatro projetos de lei enviados pelo executivo municipal.
Dois projetos destinam R$ 13.135,00 de subvenção para associações. A Associação de Água Limpa vai receber R$ 10 mil para manutenção de trator agrícola e a Associação de Cruzeiro da Prata R$ 3.135,00 para pagamento do responsável pela a água da comunidade.
Também foi aprovado o projeto de Lei 42 que altera o valor da premiação para alunos da rede municipal. A Lei de 2011 estipulava que o município poderia premiar os melhores alunos no valor de até R$ 10 mil. Com a alteração da Lei aprovada pelos vereadores à administração poderá realizar premiação de até R$ 50 mil.
A Secretaria de Educação faz a seleção dos melhores alunos para entrega da premiação. Em 2011, foram entregues mais de 70 premiações para alunos da rede municipal as irmãs Cynthia (99 pontos) Martins e Aryelle Dias (100 pontos) da Escola Municipal Osvaldo Cruz tiveram uma média de 100 e 99 pontos receberam a premiação entregue pelos vereadores (foto). Foram entregues tablets, celulares e bicicletas este ano serão mais estudantes premiados.
Outro projeto aprovado pelos vereadores foi o que delimita uma nova expansão urbana para a cidade de Presidente Olegário. De acordo com a mensagem do projeto a expansão é necessária para possibilitar o crescimento da cidade e incentivar novos loteamentos, inclusive para família de baixa renda.
Três projetos tiveram pedido de vista. Projeto de Lei 44 da vereadora Zélia Queiroz que denomina Escola Municipal Coracy Afonso de Castro Alves no Distrito de Santiago teve o pedido de vista do vereador Geraldo Professor.
O vereador Nego pediu vista do projeto de Lei 41 que altera o prazo para construção de em imóvel doado pelo município para 18 meses e o vereador Tõe Camargos pediu vista do projeto de Lei 44 que autoriza subvenção de R$ 4 mil para o Conselho de Bela Vista.