Notícias

13/09/2012 - Petra está com cinco poços de exploração de gás em Presidente Olegário

A petroleira Petra Energia avança na pesquisa de gás natural na porção mineira da Bacia do São Francisco. Maior concessionária no Brasil em áreas terrestres, com 24 blocos no estado, a Petra começou a preparar desde o ano passado uma bateria de cinco poços no município de Presidente Olegário, Noroeste do Estado. A Petra não informou o valor dos investimentos na pesquisa.
São cinco poços que estão com perfuração em andamento, sendo que, três estão com sondas já montadas. Dos poços com sondas já montadas estão localizados na Fazenda Minuano, Rodovia Presidente Olegário a Lagamar, Fazenda Salitre, estrada Presidente Olegário a Galena e outro na Fazenda Retiro da Prata no povoado de Bela Vista.
Os poços são perfurados pelas empresas Archer, Hyper Serviços e Five Star Services. Outros dois poços são na Fazenda Boa Esperança Chapadão de São Pedro, Distrito de Ponte Firme e na Fazenda Morro Verde na Prata.
Cada poço tem em média 10.000 m2. Na região de Presidente Olegário, alguns poços já estão com mais de 2.000m de profundidade, e tem objetivo final de 3.000 metros e outros estão ainda no início de suas perfurações.
Segundo a diretora de comunicação da Petra Energia Ana Bizzoto, o trabalho que a empresa vem realizando em Presidente Olegário é mais uma etapa do processo de pesquisa para a aquisição de novos dados e tem como finalidade principal detectar se efetivamente existe (ou não) a presença de gás natural nessas regiões.
De acordo com a diretora, a Petra salienta que não se trata, portanto, da perfuração de poços produtores de gás, mas unicamente de poços de pesquisa.
A perfuração desses poços de sondagem exploratória se dá em aproximadamente 120 dias e é realizada através de mão de obra estritamente especializada.
“Nessa fase de pesquisa o principal benefício para a cidade é a movimentação da economia local através da prestação de serviços como hotelaria e restaurantes, além de um aumento na arrecadação de ISS devido pelas operações que são realizadas no município”, disse Ana Bizzoto.